sexta-feira, 4 de abril de 2014

O Significado da Danças do Orixás, o movimento mais perfeito dentro das Religiões Africanas

fonte:muitoaxe.com.br

Durante as festa que se realizam em homenagem a diversos Orixás, existe uma diversidade de coreografias que têm por finalidade aproximar o religioso, ou filho, ao seu Orixá de Cabeça, atraindo para si energias positivas e de proteção. Através dos movimentos que se realizam ao toque dos tambores, segue-se, com muito respeito, a ordem hierárquica dos Orixás, sem mudar sua ordem.
Ao saber o significado dos movimentos, a pessoa que dança mantém viva  uma tradição de séculos, sem perder a riqueza da mesma, dançando exatamente como faziam os antigos escravos. Dança-se em círculo, com participação os iniciados na religião, girando em sentindo anti-horário e, ao mesmo tempo, fazendo movimentos correspondentes ao canto de cada Orixá. No centro do círculo, dançam aqueles iniciados que estejam "incorporados" pelo Orixá. Quando se canta para o Orixá Bará, por exemplo, todos fazem movimentos correspondentes a esse Orixá, e assim sucessivamente.

Orixás e suas Danças

Orixá Bará - Coloca-se uma das mãos nas costas e a outra se agita no ar, como se levasse uma bengala, enquanto, com pequenos passos, se vai adiante, para frente e para trás. A bengala imaginária é a arma preferida desse Orixá, enquanto os passos, para frente e para trás, mostram os progressos e decadências nas vidas das pessoas.

Orixá Ogum - A dança apresenta três movimentos 1º- do Ferro- Dança-se com batendo na bigorna com um martelo: uma das mão bate palmas da outra mão; 2º-do Guerreiro - Uma das mãos abertas, como se fosse uma espada, vai agitando o ar, enquanto, um pouco curvado, avança um dos pés e arrasta o outro; 3º- do Granjeiro - O movimento se faz como uma ferramenta de arar estivesse nas mãos, removendo a terra.

Orixá Odé - Faz-se o movimento de quem está caçando, com arco-flecha.

Orixá Ossain - A dança representa dois movimentos 1º- Dança-se de um lado para o outro, como escondendo-se entre as árvores, os braços para baixo, ao longo do corpo, segurando as roupas, como evitando rasgá-las na floresta; 2º- Dança-se saltando ou pulando num pé só, enquanto os braços são agitados como cortando as folhas imaginárias.

Orixá Xangô - A dança representa dois movimentos 1º- Dança-se como se pegando pedras de uma sacola imaginária, jogando-as para fora, com punhos fechados em movimentos alternados. Representam os meteoritos enviados do Céu pelo Deus do Trovão; 2º- Dança-se como tendo dois machados de duplo fio, agitando-o no ar com movimentos imponentes.

Orixá Xapanã - Faz-se como espantando moscas e doenças, como uma espécie de vassourinha. O corpo imita tremores com o corpo abaixado para frente, capenga, tremendo como quem tem febre.

Orixá Obá - A dança apresenta três movimentos 1º- Coloca-se uma das mãos na orelha enquanto a outra segura o vestido, simbolizando o movimento em que, por amor, cortou sua orelha; 2º- Bate-se com os punhos fechados, um sobre o outro, simbolizando a moeda do trigo do pilão, um trabalho típico de mulher iorubas; 3º- Faz-se um redemoinho com punhos fechados, simbolizando a força das mãos para lutar. Obá era conhecida por sua habilidades na luta.

Orixá Iansa/Oiá - Dança com três movimentos 1º- Dança dominadora de Eguns (espíritos), agita-se um relho (espécie de mata-mosca feito de crinas de cavalo) para espantar espíritos; 2º- Dança do Vento, usa-se um leque e agita-se as saias fazendo redemoinhos; 3º- Dança da Guerra, usa-se uma espada de cobre que se agita no ar. Todos os gestos são feitos com as mãos.

Orixá Oxum - Tem duas principais danças, mas a de Ibeji - 1º- Agita-se os braços como colocando-se água no rosto, tirada de um rio, com movimentos do corpo, passa-se as mãos por ele lavando-se; 2º- Faz-se movimentos como penteando-se enquanto se olha-se para um espelho imaginário; 3º - Com passinhos curtos, faz-se movimentos para frente e pra trás, imitando  crianças, as mãos ficam espalmadas à frente como carregando uma travessa de doces.

Orixá Iemanjá - A dança apresenta dois movimentos 1º- Imita-se os movimentos do mar, com passos para frente e para trás, as mãos com as palmas para baixo, agitando como as ondas do mar; 2º- Movimentam-se os braços como remando, alternando os lados do corpo.

Orixá Nanã Buruku - A dança tem movimentos pesados, como apoiando-se numa bengala imaginária, põe-se um punho fechado sobre o outro.

Orixá Oxalá - Tem duas danças principais 1º- Caminha  com um ancião corcundo, apoiando-se em uma bengala enquanto treme; 2º - (Oxaguiã) - Empunha uma espada e chacoalha um rabo-de-cavalo, que é o simbolo da realeza Yorubá. 

Um comentário:

  1. Quanta besteira.
    Isso é até uma afronta aos orixás.
    Procure pesquisar melhor antes de sair postando essa m...

    ResponderExcluir